Apesar de ser a Amazon a primeira em empresa a mostrar a possibilidade de entrega de pedidos via Drones, foi a JD.com que tornou essa façanha uma realidade. Na China, a empresa já leva pedidos, principalmente a áreas montanhosas e remotas, através de Drones. A Jd.com é a segunda maior do comércio eletrônico chinês, atrás somente do gigante Alibaba.

“Nosso objetivo são as áreas rurais, onde a infraestrutura não é boa e o setor de transportes não é tão desenvolvido. Por isso, é muito mais barato enviar drones para lá”, explicou Josh Gartner, VP (Vice Presidente) de assuntos internacionais da JD.

Veja também: Tecnologia tem contribuído para termos roupas mais inteligentes

Em um faraônico edifício perto de Pequim, o executivo da JD salienta também que o novo e grande desafio do sistema de entrega é o fornecimento de energia aos equipamentos, pois seis dos sete tipos de drones utilizados pela empresa são elétricos. O equipamento que não é elétrico, tem quase dois metros de envergadura e funciona com gasolina e tem capacidade de transporte de até 30 kilos.

Atualmente os Drones estão deixando as mercadorias com uma espécie de promotor nas cidades locais, o qual faz a distribuição das mercadorias entre os clientes.

Por ser uma área altamente restrita e controlada, a JD está com dificuldades para trabalhar no espaço aéreo. Atualmente, ela tem permissão para atuar em quatro das 30 regiões administrativas do país. Hoje com 40 Drones em operação, a ideia da JD é expandir para mais veículos de transportes e mais regiões em toda a China, explica Gartnet.

Drones e o espaço aéreo

O espaço aéreo é altamente controlado e o uso de drones é terminante proibido nas cidades chinesas, o que limita esse sistema de transporte em regiões rurais. A JD tem permissão para fazer entregas assim em quatro das 30 regiões administrativas do país.

A empresa está autorizada a utilizar veículos aéreos na província de Sichuan, uma das mais montanhosas do país, Jiangsu, Guizhou e as regiões não urbanas dos arredores de Pequim. Mas a JD quer mais. “Queremos expandir no futuro e atualmente temos 40 drones em operação”, explica Gartnet.

Esquemático de um aeroporto de Drones apresentado prle Amazon
Modelo de aeroporto apresentado pela Amazon

A empresa anunciou agora em abril que construirá nos próximos três anos 150 aeroportos para Drones aos arredores de Sichuan, onde vivem 100 milhões de pessoas. Com isso, esperamos reduzir os custos de envio em 70%, reforça o VP da companhia.

Comente aí ;)

Comentários

COMPARTILHAR
Luis Fernando é escritor e administrador no Papo de Nerd. Ele se concentra em física, ciência, tecnologia, games e séries. Luis tem bacharelado em Engenharia Elétrica e MBA em Engenharia e Manutenção, além de diversos cursos (incluindo cursos técnicos) voltados a área de engenharia e tecnologia. Apesar de trabalhar diversas horas por dia em sua vida cotidiana, consegue algum tempo para se manter atualizado e gerar bom conteúdo para o Papo de Nerd. Atualmente para o seu hobby, ele possui um Moto Z Play e um PS4 Slim.

Comments are closed.